idiomas > english > português  


Rodada com recorde de gols de cabeça deixa São Paulo perto da liderança

 

A 24ª rodada quebrou o recorde de gols de cabeça no Brasileiro 2009. Foram dez gols marcados em jogadas aéreas, que representam 40% do total de gols. Apenas duas partidas não tiveram gols de cabeça: Barueri 3x1 Goiás e Botafogo 0x0 Fluminense. Em todas as demais, eles foram importantes na definição do placar.

No sábado, Adriano do Flamengo marcou um de seus gols pelo alto, atingindo a artilharia da competição, com 12 gols. Enquanto isso, Hugo marcou também de cabeça, deixando o São Paulo mais próximo dos líderes. A diferença agora é de apenas um ponto em relação ao Palmeiras. O São Paulo foi o mais beneficiado pelos resultados negativos de Inter e Palmeiras, que perderam pelo mesmo placar, 3x2, ambos com gols sofridos de cabeça.

O Grêmio conseguiu sua primeira vitória atuando fora de casa, com Souza abrindo o placar, completando de cabeça cruzamento de Tcheco. O Santos, por sua vez, atingiu sua quinta vitória pelo placar mínimo, com gol também de cabeça de Germano. O Atlético-MG venceu de virada o seu homônimo paranaense, após um gol de cabeça de cada lado e o gol da vitória de Diego Tardelli pela segunda rodada consecutiva.

Já são 144 gols marcados de cabeça na competição, cerca de 21% do total. Dentre os gols marcados de cabeça, 43% surgiram, após uma jogada de bola parada. A equipe que mais marcou de cabeça após uma jogada de bola parada é o Santos, que fez nove de seus 13 gols de cabeça desta forma.

O Inter perdeu em casa, para o Cruzeiro, que marcou seu gol de cabeça através de Gilberto. A equipe gaucha só conseguiu seus gols através de bola parada. O Palmeiras, que marcou dois gols de cabeça com Robert, acabou sofrendo um gol em que Marcos espalmou a bola na cabeça de Uellington, do Vitória.

Ainda faltando a partida entre Coritiba e Corinthians para completar a 24ª rodada, fica a expectativa se o Corinthians entrará ou não na briga pelo título. Por outro lado, entre as equipes da parte de baixo da classificação, mantém-se o sofrimento: nenhuma vitória foi conquistada pelas equipes abaixo do 14º lugar.

Fonte: UOL Esportes

 
Copyright © 2008 - Alexandre Gallo | Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Santa Maria Produções e Multimídia